10 jogadores de futebol que não vivem sem rock and roll

Em múltiplas ocasiões, muitos jogadores de futebol revelaram que gostam de ouvir música, tal como qualquer outra pessoa, quando confrontados com um momento importante. Para um jogador de futebol, que tem de entrar em campo para dar o seu melhor para a vitória da equipa, por vezes uma boa música, e poderosa, pode ajudar a manter a motivação e a coragem necessária.

Share this article

Em múltiplas ocasiões, muitos jogadores de futebol revelaram que gostam de ouvir música, tal como qualquer outra pessoa, quando confrontados com um momento importante. Para um jogador de futebol, que tem de entrar em campo para dar o seu melhor para a vitória da equipa, por vezes uma boa música, e poderosa, pode ajudar a manter a motivação e a coragem necessária.

Mas que tipo de músicas ouvem os futebolistas? Parece não haver propriamente um consenso. Enquanto alguns, como Cristiano Ronaldo, preferem músicas pop nas suas playlists –  o jogador português disse gostar de Kelis e Ricky Martin – outros jogadores preferem música mais pesada, procurando assim conforto em êxitos do rock and roll e do heavy metal.

Por essa mesma razão, achamos que seria apropriado perceber que futebolistas têm uma relação próxima com o rock and roll. Nos próximos parágrafos será surpreendido (ou talvez não) com o nome de futebolistas que apreciam Iron Maiden, Metallica, Led Zeppelin, AC/DC, Slipknot, entre outros… e que têm eles mesmos projetos musicais!

10 jogadores futebol que não vivem sem rock and roll

1 – Del Piero

O jogador italiano Alessandro Del Piero está já reformado mas jogou durante muitos anos na Juventus, onde marcou 208 golos durante 513 jogos. O campeão italiano conta, no entanto, com uma relação próxima do rock and roll: não fosse ele amigo do vocalista e guitarrista Noel Gallagher, da banda Oasis. Esta relação, que vai além do gosto de Alessandro Del Piero, já chegou a envolver diretamente o futebolista quando participou no videoclip da música “Lord Don’t Slow Me Down”.

2 – Marcus Hahnemann

Até 2011, o antigo futebolista Marcus Hahnemann foi o guarda-redes da selecção norte-americana. A sua carreira levou-o a inúmeros clubes ingleses, como o Everton e o Fulham, tendo por fim encerrado a sua carreira em 2011, no Seattle Sounders FC. Todavia, por muito que conheça o jogador, não saberá provavelmente que adora música pesada. Na sua playlist estão nomes como Slipknot, Mastodon, Five Finger Death Punch e Machine Head. Mas calma: o interesse de Marcus Hahnemann já foi mais longe quando, em 2012, emprestou a voz à música Omega, da banda de thrash metal Malefice.

 

3 – Terry Butcher

 

O nome de Terry Butcher é bem conhecido no Mundo do Futebol. Além de futebolista,  já foi capitão da selecção de Inglaterra e é hoje técnico de futebol. Ainda assim, o que poderá não saber é que Terry Butcher é amigo de um dos baixistas e fundadores dos Iron Maiden: Steve Harris. Além deste laço que o une já ao mundo do rock and roll, uma outra prova chegou em 2008, durante uma conferência de imprensa. No momento em que o seu telemóvel tocou, a música que se fez ouvir na sala não podia ser mais rock and roll: tratava-se de Sweet Child O’ Mine dos Guns N’ Roses.

 

4 – Cássio Ramos

 

O guarda-redes brasileiro Cássio Ramos, que integra atualmente o clube Corinthians, já demonstrou várias vezes a sua paixão pelo rock and roll. Fã de bandas como Foo Fighters, AC/DC e System Of A Down, costuma ouvir músicas destas bandas antes de correr para dentro do campo. Um dia que lhe surja tempo, ou quando chegar a reforma, Cássio não põe de lado a ideia de aprender a tocar guitarra, um dos instrumentos que lhe chama mais a atenção. Num dos momentos mais importantes da sua vida – quando recebeu o prémio de melhor jogador da final do Mundial de Clubes, em 2012 – usou o prémio para simular uma guitarra.

 

5 – Slaven Bilic

 

O nome de Slaven Bilic também é sonante na história do futebol. O antigo jogador profissional, natural da Croácia, é atualmente o treinador do clube inglês West Ham United: ainda assim, mantém uma relação próxima com o mundo do rock. Além de saber tocar guitarra, conta com uma Gibson Explorer vermelha e faz parte do grupo de rock croata Rawbau. Entre os seus trabalhos como roqueiro podemos encontrar o trabalho Vatreno Ludilo (traduzido para o português como Loucura Fogosa) que fez parte de um espectáculo no Euro 2008.

 

6 – Rogério Ceni

 

Rogério Ceni tornou-se muito conhecido no Brasil por assumir a posição de guarda-redes no clube São Paulo do qual continua hoje a fazer parte como treinador. No entanto, o seu interesse pela música pesado é menos conhecido do público. Fã acérrimo de bandas como AC/DC e Pink Floyd, Rogério Ceni ouviu durante muito tempo sempre a mesma música antes de entrar no campo: Hell Bells, dos AC/DC. Na verdade, até há bem pouco tempo o hino do clube contava com uma versão ao ritmo de Hell Bells que, sem surpresa alguma, foi escolhida por Rogério Ceni.

 

7 – Rafael Sóbis

O jogador brasileiro Rafael Sóbis também não dispensa boa música da pesada. E, se tiver a oportunidade para tal, até gosta de fazer mais do que ouvir a música. Atual jogador da equipa Cruzeiro, Sóbis não esconde a sua paixão por bandas como os Metallica, Strokes e Blink 182 (fez mesmo uma tatuagem semelhante à do vocalista da banda). Porém, em 2011, aproveitou uma pausa para participar num ensaio a acontecer na cidade do Rock, no festival Rock In Rio 2011.

8 – Ronaldo Giovanelli

Quando o amor pelo rock é tanto, não basta ouvir: é necessário fazer. Foi isto mesmo que sentiu o jogador brasileiro Ronaldo Giovanelli que, além do futebol, decidiu formar uma banda quando era ainda atleta. O antigo jogador do Corinthians e atual comentador desportivo, sempre manteve uma relação com a música. A sua banda, Ronaldo e os Impedidos, insere-se dentro do género rock and roll e conta diretamente com influências como Led Zeppelin, Kiss, Iron Maiden e Elvis Presley.

 

9 – Jonas Olsson

 

O jogador sueco Jonas Olsson é um guitarrista dedicado e um fervoroso fã de música pesada. Atualmente no clube inglês West Bromwich Albion F. C., Jonas Olsson admitiu em entrevista à imprensa que se tinha mudado para o Reino Unido, também, devido ao panorama musical que aí se apresenta. Entre as bandas que mais aprecia encontram-se nomes como The Rolling Stones, Nirvana, The Who, Jimi Hendrix e até mesmo Bob Dylan.

 

10 – Kasey Keller

O lendário ex-futebolista norte-americano Kasey Keller que, entre muitas bandas, passou pela Tottenham, Leicester City e Fulham, é um grande fã de heavy metal e uma presença regular no festival Download Festival quando estava a jogar em equipas inglesas. Este interesse pelo metal surge no início da idade adulta, quando deixou para trás a fase punk que marcou a sua adolescência: tratou-se quase de um crescimento normal.

Share this article

Leave a comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *